Programação 2014

VII ENCONTRO DE REDES IBEROAMERICANAS DE ESCRITORES

 

                  São José do Rio Preto  Dias 16 E 17 DE MAIO DE 2014

 

AUDITÓRIO DO SESC RIO PRETO

Dia 16 de maio, sexta-feira

10h30 da manhã – ABERTURA – PRESENÇA DE AUTORIDADES E APRESENTAÇÃO DOS PARTICIPANTES.

Apresentação do evento: Jornalista e historiador, Fernando Marques

12h00 – homenagem a poeta Cora Coralina – participação de Tássia Camargo (atriz e guionista)

Entrega do Prêmio “Lygia Fagundes Telles” a escritora Espanhola “Laura Freixas”

Apresentação Isabel Ortega

13h00 – Encerramento

Almoço

Tarde: 14:00 – Laura Hernández Muñóz, do México – Membro de Nacões Unidas de las Letras

México diante da globalização, como conservar a identidade cultural sem ausentar-se do desenvolvimento mundial”

 

14h40- Joaquim Maria Botelho, São Paulo- Presidente da UBE (União Brasileira de escritores)

“Confluência das linguagens literária e jornalística em Os Sertões, de Euclides da Cunha”. 15h30 – Dr. Wilson Daher – São José do Rio Preto- escritor/dramaturgo/ psiquiatra “Machado de Assis freudiano ou Freud machadiano”

16h20h00 – Janaína da Cunha – Rio de Janeiro – Jornalista, escritora, Comendadora das artes e correspondente a ALB/Suíça. Bisneta do escritor Euclides da Cunha.  “O Papel da Mulher na Transformação da Sociedade”

Moderadora: Carmen Soller

Encerramento: Café Litério, ponto de encontro e apresentação de livros

 

 

 

 

DIA 17 DE MAIO DE 2014 – SÁBADO

Manhã

10H30- Laura Freixas, Barcelona, Espanha – Membro do Parlamento Cultural Europeo

“Las escritoras y lo autobiográfico”

 

11h10 – Gabriela Valdívia Aguillera – Santiago do Chile-Corporação de Letras do Chile

“Direitos, Literatura e Violência”

12h30 – Beatriz Amaral – São Paulo – Musicista, advogada,pesquisadora, escritora: desafia o público a mergulhar na obra do poeta Edgar Braga, principal expoente da poesia caligráfica do Brasil, o criador dos “Tatoemas”.

A Trnsmutação Metalinguística na Poética de Edgar Braga”. Nesta palestra, narro as linhas de minha pesquisa sobre a obra poética de Edgard Braga, que se transformou no livro homônimo em 2013 (Ateliê Editorial, Coleção Estudos Literários, São Paulo). Convido o público a navegar pelo universo transmutante do verbo/visualidade do poeta alagoano que fixou residência em São Paulo, aproximou-se da estética concreta, criou os “tatoemas”, foi traduzido para vários idiomas e é um dos principais expoentes da poesia caligráfica e visual no Brasil.

Moderador: Romildo Santana

13h00  – Almoço

14h00 – Isolda Hurtado – Nicarágua – Diretora geral da Federação Centroamericana de Escritores, socióloga, filósofa, escritora.  “Século XXI, Mulheres e Literatura”

14h40 – Marta Cecília Rivera – EUA/Chicago- psicóloga, escreve para revistas y periódicos de Chicago. Sua obra está publicada em EUA, Espanha, Colômbia.

“A experiência de “Contratiempo”, organização que promove escritores no mundo”

 

15h20 – Márcia Nunes Maciel – Porto-Velho, Rondônia, escritora indígena, do povo indígena  dos Mura,  O espaço lembrado: experiências de vida em seringais da Amazônia, lembrando minha terra, minha aldeia.”

Moderadora: Mauren Leão Cury

16h00 – Fernando Varella, Espanha, diretor da editorial “Lengua de Trapo”, tradutor, crítico.

Por que publicar mais livros? Há necessidade de novas vozes no mercado editorial?

16h40 – Esmeralda Ribeiro, escritora,  afro-descendente.  “Quem disse que é o meu lugar é só na cozinha?

Moderadora: Nilza Amaral

17h20 – Adelice Souza – Bahia, escritora e dramaturga, finalista do Prêmio Jabutí, 2013.              A palavra é uma deusa”

Moderadora: Tássia Camargo

Encerramento – Café Literário